A AAM lançou mais um livro

Text
A AAM lançou mais um livro

Caro Associado

No passado dia 19 de Outubro, na Livraria Sistema Solar, no Chiado, a Associação dos Amigos de Monserrate lançou a sua mais recente edição, uma antologia poética sobre Monserrate coordenada pelo poeta e advogado José Manuel de Vasconcelos, lançamento a que assistiu o Ministro da Cultura, também ele representado com um poema original nesta obra.

Intitulada "O Jardim que o Pensamento Permite”, a partir de um dos poemas de Maria Gabriela Llansol que nela constam, a apresentação da obra foi feita pela Presidente da AAM, Dinah Azevedo Neves e pelo Coordenador, a quem a Presidente da Associação transmitiu os seus agradecimentos pela dedicação com que se dedicou a este desafio, tendo estendido os agradecimentos ao editor Manuel Rosa, mais uma vez um parceiro imprescindível deste projecto editorial.

Foi ainda salientado pela Presidente da AAM que, com ‘O Jardim que o Pensamento Permite’, a Associação dá continuidade a uma prioridade definida desde o inicio da sua actividade e que todas as Direcções fizeram sua: a da edição de livros que ajudem a divulgar a importância do património histórico e natural do Palácio e dos Jardins de Monserrate. Este é o sétimo livro assim dado à estampa e, como aconteceu com o anterior livro de contos, resultou de um desafio a poetas para escreverem sobre Monserrate, sobre jardins ou sobre a natureza, tendo manifestado a sua satisfação com o resultado e agradecido aos poetas presentes a sua generosidade. 

Na sua apresentação, José Manuel Vasconcelos explicou os critérios que presidiram à seleção de poemas assim reunidos, entre os inéditos dedicados a Monserrate, poemas evocativos dos valores naturais do Parque de poetas contemporâneos e palavras de poetas desaparecidos mas cuja voz se associa à natureza ou a Sintra, como Lord Byron. Desafiou, em seguida, os poetas presentes que contribuíram para o livro a lerem as suas poesias ao público presente, o que acrescentou particular interesse a esta sessão, à qual assistiram vários associados, académicos e críticos literários. 

Todavia, "O Jardim que o Pensamento Permite" não é só um livro de poesia, porque traz a público belas imagens inéditas provenientes do chamado Álbum Walington, recentemente adquirido em leilão pela Associação para salvaguarda futura - não o tendo feito o Estado -  e que contém dois testemunhos visuais do primeiro palácio de Monserrate, o de Gerard Devisme e William Beckford, hoje desaparecido, e da história dramática de uma família britânica oitocentista que viveu em Sintra.

O álbum da Senhora Walington contem representações a aguarela ou lápis de edifícios, paisagens e cenas da sua vida familiar anglo-britânica, por ela executados e reunidos para  acompanharem o filho numa viagem ao Oriente, a título de memória de Sintra e de Inglaterra. O Jovem Walington, no entanto, com receios fundados sobre os efeitos da humidade marítima nas aguarelas maternas, entendeu deixar o presente em casa, pelo que, com a sua morte num naufrágio nas costas da China, a mãe transformou o álbum num monumento de saudade ao filho perdido, como a própria explica na nota manuscrita que precede as imagens. 


Este livro está à disposição dos associados, propondo a AAM que sejam doados 7 euros por cada exemplar que lhe seja pedido, revertendo a verba assim angariada para a campanha de aquisição de rododendros destinados ao parque de Monserrate. Os associados interessados no livro deverão contactar a Associação para combinar as modalidades da sua entrega.

A Direção